Hospital de Gaia foi notícia

Já  aqui tinhamos falado de cirurgia linfática. Mas, foi agora noticiado, através da Agência Lusa, a cirurgia que decorreu no Hospital de Gaia. 

Uma paciente de linfedema no membro superior, após cancro de mama, foi submetida a um transplante ganglionar e é o Dr Gustavo Coelho, Cirurgião Plástico no Hospital de Gaia, que, nas noticias, faz o enquadramento desta cirurgia.


                                                                                                                                                  fonte

Alguns dos locais onde se pode ler esta noticia:

Público
Diário de Noticias








RTP


No intervalo da chuva, Nordic Walking

O tempo esteve incerto esta manhã. Mas, mais uma vez a ANDLinfa|Associação Nacional de Doentes Linfáticos, com a colaboração ESDRM|Escola Superior de Desporto de Rio Maior, promoveu uma acção de Nordic Walking, durante a manhã de hoje, na Quinta das Conchas - Lisboa.



Em Alcoitão aconteceu!


As  Fisioterapeutas Susana Duarte e Carla Carvalho resumem, desta forma, a Conferência “Um dia pelo Linfedema”:


No dia 12 de Novembro realizou-se a Conferência intitulada “Um dia pelo Linfedema” no auditório do Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão (CMRA). Este evento foi destinado a profissionais de saúde, utentes e população geral, tendo como objetivo a partilha e a divulgação do estado de arte atual e salientando a importância da multidisciplinaridade no tratamento desta condição. 



A Conferência iniciou-se com as boas-vindas da Comissão Organizadora, as fisioterapeutas Carla Carvalho e Susana Duarte, da Directora Clínica do CMRA, Drª Maria de Jesus Rodrigues e da Terapeuta Directora, Drª Lia Jacobsohn, que destacaram a relevância da realização deste tipo de eventos e agradeceram a presença de todos os participantes.



A moderar a primeira mesa de oradores, esteve a Drª Natália Martins. O primeiro a partilhar os seus conhecimentos foi o Dr. José Pereira Albino com o tema Como posso saber se tenho um linfedema? Diagnóstico e Conceitos gerais, onde
foram abordados factos históricos sobre o desenvolvimento da linfologia em Portugal, a definição e classificação do linfedema, bem como os sinais e sintomas a ter em conta na identificação da condição. Seguidamente, tivemos uma apresentação do Dr. Carlos Mavioso, intitulada Opções cirúrgicas no tratamento do linfedema, que procurou informar os participantes relativamente às diversas abordagens cirúrgicas disponíveis, tanto em contexto internacional como em Portugal. 



Seguiu-se a segunda mesa, que foi moderada pela Drª Maria da Lapa Rosado. A primeira a dar a sua contribuição foi a Drª Alexandra Medeiros, psicóloga, com a Linfedema e o seu Impacto Psicológico. A sua palestra centrou-se na apresentação de um protocolo de avaliação de utentes com linfedema que teve como objetivo identificar as consequências psicológicas da presença desta condição e traçar um perfil psicológico destes utentes. 





A apresentação seguinte foi da responsabilidade da Drª Inês Carretero, nutricionista, com o tema Recomendações nutricionais na presença de linfedema, onde foram destacados todos os cuidados a ter em conta na seleção de uma dieta equilibrada e específica para pessoas com linfedema, salvaguardando a necessidade de um plano alimentar individualizado e ajustado a cada indivíduo.

Ainda nesta mesa, seguiu-se a temática Feridas e linfedema – desafios e soluções, abordada pela enfermeira Rita Marques, onde foram apresentados diversos casos de utentes com alterações cutâneas e de que forma estes problemas foram solucionados através dos cuidados prestados pela Enfermagem. 



Por último, a Drª Manuela Lourenço Marques salientou A importância de estarmos juntos!. A presidente da ANDLinfa falou da sua história como doente linfática e das motivações para o crescimento da Associação, destacando o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pela mesma e de que forma é possível todos nos envolvermos nesta causa. 





No período da tarde, iniciou-se a terceira e última mesa, moderada pela fisioterapeuta Margarida Sobreira. A palestra Linfedema – Quais os desafios da Fisioterapia? esteve a cargo da fisioterapeuta Conceição Rebelo de Andrade, que enfatizou o processo rigoroso de avaliação e intervenção num doente com linfedema, bem como a importância de dar uma resposta atempada e ajustada às necessidades dos utentes.




Seguiu-se a contribuição da Fisioterapeuta Inês Morgadinho Rodrigues, com o tema Produtos de apoio na reabilitação do Linfedema, que abordou a relevância da utilização de contenção elástica nesta condição e as diferentes alternativas disponíveis no mercado. 


A Drª Joana Henriques, fisiatra, com a apresentação Percurso do utente com linfedema no CMRA, deu a conhecer a existência desta área de intervenção no Centro e explicou o trajeto dos utentes no mesmo, desde a sua admissão até receberem os cuidados de saúde necessário. 
Por último, a Medi, empresa parceira do evento, encerrou a mesa com uma demonstração do Circaid® de membro superior e de membro inferior, realizada pelo enfermeiro Alberto Oliveira. 


Tendo este evento sido realizado no Dia Nacional da Fisioterapia (12 de novembro), a Conferência foi encerrada com as palavras da fisioterapeuta Elsa Silva, representante da Associação Portuguesa de Fisioterapeutas e do fisioterapeuta João Paulo Pequito, Presidente do Sindicato dos Fisioterapeutas Portugueses. A Comissão Organizadora, as fisioterapeutas Carla Carvalho e Susana Duarte, mais uma vez, agradeceram a presença dos participantes e a colaboração de todas as pessoas envolvidas, nomeadamente, oradores, moderadores e Unidades de Apoio do CMRA. 
Fica um balanço muito positivo deste dia e a esperança de que surjam mais oportunidades para reunir todos os interessados em demonstrar que o linfedema existe!



Texto de:
Carla Carvalho e Susana Duarte
Fisioterapeutas
12 nov 2016

Um passo de gigante no tratamento do linfedema





Foi nas minhas pesquisas exaustivas para encontrar soluções para o linfedema da Leonor que encontrei muitas referências à Clínica Földi. Desde logo, ficámos com uma enorme vontade de lá ir. 

Até que chegou mesmo o dia de partirmos para a Alemanha. Levávamos muitos receios na bagagem, mas que, rapidamente, se foram dissipando por percebermos que estávamos no sítio certo para tratar o linfedema da Leonor.

Neste momento, após quatro semanas de internamento, posso dizer que o balanço foi muitíssimo positivo. Para além dos ótimos resultados em termos de tratamentos, bastantes visíveis na redução do volume das pernas, aprendemos a fazer a drenagem linfática manual e a bandagem, o que nos permite dar uma resposta bem mais capaz no dia a dia.

A partilha de experiências com outras pessoas com a doença e com outros pais que estão a passar por situações idênticas também foi fundamental e encheu-nos de coragem. Foram muitas as histórias de vida extremamente difíceis por falta de um diagnóstico correto e de tratamentos adequados, mas outras tantas de sucesso na forma como tratam e lidam com a doença.   

Foi um mês de muito trabalho, mas que, sem dúvida, valeu a pena. Sentimos que demos um passo de gigante no tratamento do linfedema da Leonor. E continuaremos a dar os que forem precisos. 

A Leonor não desiste e nós também não! 

texto de:
Filipa Moreira
mãe da Leonor

Exercício Fisico para sobreviventes de Cancro de Mama - Nordic Walking


















No passado dia 28 de outubro foi publicado, no Journal of Physical Therapy Science, um estudo que teve como objectivo verificar os efeitos do Nordic Walking|Caminhada Nórdica e Caminhada, nos sobreviventes de cancro de mana, tendo para isso sido controlada a perimetria e a retenção de linfa.

Este trabalho contou com técnicos do Departamento de Medicina e Ciência do Envelhicimento e do Departamento de Ciências Médicas, Orais e Biotecnológicas, da Universidade de Chieti-Pescara, do Sportlab (um laboratório de medicina Desportiva), do Departamento de Ciências Médicas da Universidade de Cagliari  e com Cristina Gonzalez Castro, que já aqui tinha sido referida,   quando partlhei convosco o artigo sobre Nordic Walking” no tratamento do linfedema primário e secundário.

Na conclusão, a que estes técnicos chegaram, pode-se ler que o Nordic Walking, só por si ou combinado com outras técnicas, deve ser prescrito não só para prevenir o linfedema dos membros superiores como forma de tratamento.

O artigo, publicado Journal of Physical Therapy Science, pode ser lido na sua totalidade aqui.


Um Dia Pelo Linfedema - Conferência

Este evento é aberto a todos os profissionais de saúde interessados no tema da conferência, estudantes e população em geral. 
A inscrição é obrigatória e gratuita.

Faça a sua inscrição para gic-cmra@scml.pt 
Coloque no assunto, do mail o seguinte texto: " Inscrição para a Conferência Um dia pelo Linfedema"
O mail deve conter o seu nome, situação profissional e|ou o motivo que o leva ali (doente de linfedema, outro)
programa  também aqui





Lipedema - Espanha












O Lipedema tem sido divulgado em Espanha por várias Associações de linfedema e a Adalipe é a primeira Associação a focar-se apenas no Lipedema, estando a desenvolver chamadas de atenção para a patologia, pretendendo com isso reconhecimento da doença, em Espanha